top of page

Agora você conta com um assistente de leitura, o chatGPT responde suas perguntas sobre a postagem que está lendo. Somente abra o chat abaixo e faça perguntas!

Os diferentes tipos de orientadores: alguns insights na nossa sondagem online

Atualizado: 25 de fev. de 2023


 
 

Orientador é algo muito importante, é parte da pesquisa; nem é anexo, nem é mais importante. Escolha bem seu orientador, como escolher sua pesquisa





Decidi gastar mais linhas sobre o assunto, considero de extrema importância, acho que pode ser um gargalo entre terminar seu mestrado, doutorado ou mesmo IC; muitos parecem ignorar isso, achando que tudo vai dar certo no final.


Quando tive a oportunidade de orientar uma garota de graduação, notei a inocência em achar que o orientador vai te dar assistência: certo ou errado, o mestre dos magos é o mais comum, perdendo somente para o perfeito, que tenho sérias dúvidas se existe: parece-me voto em branco, sair pela tangente.







O única local onde se falava a verdade, mesmo de forma grossa, era no Facebook, não sei o que está acontecendo.

O única local onde se falava a verdade, mesmo de forma grossa, era no Facebook, não sei o que está acontecendo. Como pesquisador, não posso ignorar os dados, por isso vou assumir que esteja correto o resultado: note que existem problemas nessa sondagem, é somente uma brincadeira. O mestre dos magos está em segundo lugar, achava que seria o primeiro.

Não coloque seu futuro nas mãos da sorte! Aprenda sobe os tipos de orientadores mais comuns
 

Previously....

Posteriormente: criei uma sondagem no grupo da CAPES (oficial), onde questionei qual seria o tipo de orientador de cada um.


Comentários: recentemente, tive a atenção chamada em outro grupo sobre usar os comentários do Facebook aqui, somente uma pessoa reclamou, sem reclamações adicionais. Mas quero evitar problemas. Não acho que seja um problema de direitos autorais, mas pode ser um problema de imagem pessoal. Vou replicar minhas versões dos comentários, para a versão real, favor visitar a discussão.

 

O meu está sempre presente, gostaria que me deixasse respirar

Falo disso no ebook, para jovens pesquisadores. Precisa ter bem claro o que é mais importante. Como coloco, na minha experiência:


"Como exemplo, no meu caso, se eu não corresse atrás, nada acontecia no meu doutorado, mas sei que muitos supervisores ficam no pé, ditam o que deve ser feito; no meu primeiro postdoc, não consegui fazer nada sem ser aprovado pelo meu supervisor, que realmente via seus alunos como “pintinhos”. Manual jovem pesquisador

Lembro de casos de amigos "doidos" porque seus supervisores mandaram um artigo para ler para amanhã: eu sabia que não iria sobreviver com uma pessoa assim, respirar para mim vale mais do que qualquer vantagem que poderia obter trabalhando com outro supervisor.





"com o mestre dos magos, agende tudo, já deixe tudo agendado"



Adorei essa passagem por ser o que Stephen Covey chama de ser uma pessoa proativa, e vamos falar dele em postagens futuras.


Basicamente, você não fica preso às limitações do seu supervisor, você aje; você não constroi sua vida nas fraqueza emocionais dos outros. Fiz isso durante toda a minha vida, algumas vezes melhor, outras pior. Quando mandava uma proposta de colaboração ou deixava bem claro que o professor não precisaria fazer quase nada ou já enviava quase tudo. Isso ajuda a pessoa ficar tranquila: no final elas sempre ajudam! Quando pedir alguém para assinar algo, já leve o papel e caneta, o interessado é você, dizia um professor meu!




Mestre Splinter


Orientador mestre splinter

É difícil de dizer exatamente o que a pessoa quiz dizer, mas achei legal! Vou fazer uma engenharia reversa!


Mestre Splinter seria o orientador que pegou o aluno "na merda", o treinou como filho, mesmo sendo diferente, sendo um mutante. Acredito que tive um desses, talvez dois. Minha orientadora da graduação era da física, eu era da engenharia. Ela me aceitou no laboratória dela, junto com ela cresci, me tornou o que sou hoje. Ela me ensinou o caminho do bushido "caminho do guerreiro". 🤣


Meu treinamento!


Não posso mudar porque meu orientador é Deus na área que estudo


Uma das reflexões que faço no ebook é até que ponto vale a pena trabalhar com alguém somente porque essa pessoa é boa no que faz. O que vale mais: um doutorado não terminado com Deus ou um doutorado terminado com o diabo? prefiro o doutorado terminado com o diabo.

Para mim, terminar é mais importante do não terminar. Pense nisso como investir em açoes: prefere small caps ou blue chips? na primeira PODE ganhar muito, mas perder tudo; na segunda, é mais certo, mas não varia muito. Eu prefiro blue chips. Calcule: risco vs. benefícios e o que está disposto a aceitar como resultados.



Orientador perfeito e incrível


Isso me preocupou

Não existe nada de errado em você achar seu supervisor incrível e perfeito! O problema é que isso pode ser uma cegueira que vai te custar caro! Ninguém é perfeito. Nunca idolatre seu parceiro, isso pode ser bajulação, que existe de montão no mundo acadêmico, e faz mal a todos, inclusive à pesquisa. Já vi isso, e é horrível. Estou escrevendo um ebook, e critico isso, chamei de "lambendo as botas dos generais", não o faça! por favor.





Uma vez uma amiga me questionou sobre meu supervisor, não falei nada, mas sabia internamente dos seus defeitos e fraquezas. Falar pode sim denegrir a imagem do supervisor, e não devemos fazer isso com ninguém; pratique o poder do silêncio sempre. Mas podemos sim ter uma visão clara, mesmo que interna, dos pontos fortes e fracos dos nossos colaboradores. Como exemplo, eu sabia o que cada um dos meus quatro orientadores de doutorados eram bons, e não. Não precisava ficar esfregando na cara de ninguém, mas isso me ajudava a saber o que poderia ficar de boa e o que precisaria de outras pessoas. Não existe nada de errado nisso, somos todos poços de imprefeições e perfeições.





Devo confessar que no Brasil parace que os professores realmente querem serem bajulados, a qualquer custo. Na Argentina, encontram egos inflados, talvez somos irmãos. Existem algumas reflexões no nosso ebook, para os jovens pesquisadores.



"95% das pessoas acham que possuem autoconhecimento, mas não possuem" Tarsha Eurich

Deixei passar revisões, e o artigo foi rejeitado


Isso também aconteceu comigo, mas “bati o pé”. Claro, criou estresse e o caso foi parar na ouvidoria. Meu supervisor me ligou, deve ter me xingando por uns 10 minutos porque mudei algumas coisas na introdução, estava estudando como lidar com pessoas bravas, e precisa deixar a pessoa falar; talvez por coincidência. Além de ter me ameaçado em um Fórum online, internacional. O artigo foi publicado, a a relação “foi para o saco”. Ele queria renovar a bolsa, eu rejeitei. Entreguei o relatório, foi aprovado, e bola para frente.


No nosso ebook, como comento, coloquei comunicação por causa disso. Tem uma postagem para aparecer aqui sobre autonomia intelectual do jovem pesquisador. Também, nossa primeira postagem em inglês será sobre como negociar. Nada disso garante resultados, mas acredito que amenizar. Muitos desses conflitos seriam melhor lutados aos poucos, antes que se tornem algo mais massivo. Tivemos uma postagem de como lidar com pessoas de alto conflito: a dica é tentar melhorar a relação mesmo que seja 1%, nunca esperar milagres.


Discussões

Possível furo nos resultados. essa sondagem foi feita de forma aberta, com objetivo primário de gerar engajamento. Seria interessante fazer forma anônima. Acredito que a mentalidade atual de que "se estou te pagando, se vira", é problemática para todos. Imagine que pague por um serviço, não gostaria de tirar o melhor? por que seria diferente com bolsas; aqui não me refiro espremer mais os estudos, me refiro ajudar os mesmos nessa caminhada colocando inteligência no sistema acadêmico atual. Acredito que a CAPES, como exemplo, deveria fazer esse tipo de pesquisa: onde se aprende o que funciona e o que não funciona, com dados; não opiniões de burocratas ou pesquisadores experientes. Existem certos conhecimentos que precisamos descer no chão de fábrica e aprender: acredito que esse seria o caso com a relação de orientando e orientador. Empresas em geral contratam especialista na área, e fazem pesquisa, como a Google, quando precisam melhorar as relações entre empregados e colaboradores. Por que seria diferente com a CAPES?





Considerações finais


Como pesquisador, não posso ignorar os resultados somente porque não concordo. Boas notícias aos professores: os dois primeiros lugares foram ao seu favor! 😂 Mestre dos magos é uma pessoa boa, somente desaparece de forma misteriosa.


O primeiro lugar ganhou de balaida: perfeito e incrível. Parabéns a todos os professores! Parece que terei de rever meus conceitos.







 


 





 


Rindo um pouco

Einstein era famoso por ser bem humorado, mesmo em situações adversas. Pesquisas recentes mostraram que mesmo riso falso, com caneta na boca, ajuda a resolver problemas. Ficamos mais criativos e abertos a soluções diferentes.

Desde que me juntei ao mundo online, risadas foi o que não faltaram!


Enviado de Lucifer

Acho que seria primo do Rolling Stones, mas à brasileira

Acho que é parente do mestre dos magos, ou Bin Laden

 

Onde posso achar a sondagem?










 

Para quem gosta de Scrubs, o puxa-saco 😂😂


 

Nota importante. classificar as pessoas é algo perigoso, esse artigo não deve ser usado como forma de tomar decisões; não coloque seu futuro nas mãos de um artigo que durou horas para escrever. Considere somente como uma forma bem humorada de refletir sobre orientadores.



 

Próxima postagem:

  1. Negotiating: speak up and defend your position! (blog em inglês, mude a bandeira do site para EN)

  2. Creative Commons: como compartilhar e usar trabalhos sobe CC (blog em português, mude a bandeira do site para BR)

  3. I have published on Nature: how out of context publication ads can drive you crazy. (blog em inglês, mude a bandeira do site para EN)

 

Uma postagem por semana, aos sábados, fique de olho! 👀👀👀. Prefere olherada 👂👂👂, ouça nosso podcast 🎙️🎙️


Escreva para nosso blog! ✍🏽✍🏽

Gostaria de propor um assunto! Entre em contato!


 

Gostou muito? que tal um cafezinho?



 

Este texto é disponibilizado nos termos da licença Atribuição-CompartilhaIgual 3.0 Não Adaptada (CC BY-SA 3.0) da Creative Commons; pode estar sujeito a condições adicionais. Para mais detalhes, consulte as condições de utilização.



1.033 visualizações0 comentário

Comentarios


Suporte
Apoiar
bottom of page